Sistema Eletrônico de Administração de Conferências, Geosaude- 2019

Tamanho da fonte: 
A IMPORTÂNCIA DAS PICS E DOS ATORES SOCIAS DA MEDICINA ALTERNATIVA E TRADICIONAL.
Mariana Andreotti Dias

Data: 2019-06-20 05:41  – 05:41
Última alteração: 2019-02-25

Resumo


Os saberes tradicionais presentes na medicina alternativa e/ou tradicional são genuínos em suas concepções, alternativas e técnicas. Objetiva-se com essa escrita compreender como os saberes tradicionais de promoção à saude se transformaram em nossa modernidade em Práticas Integrativas e Complementares (PICS, 2006). A integração destas no SUS e a Política Nacional de Promoção da Saúde (PNPS, 2006) abrem caminho para uma análise espacial de 72 municípios Paraná. As considerações principais norteiam a observação de um fenômeno emergente nas sociedades modernas, a busca das alternatividades e dos saberes tradicionais como perspectiva para um sistema de saúde que não contempla as necessidades implícitas no conceito de saúde – bem-estar mental, físico e social -, mas sobretudo o conceito de doença – remediação da alteração biológica. Por fim, a inquietação direciona a escrita para uma hipótese sobre uma vertente que explica conflitos do território, pelo viés da colonização do pensamento, forma de pensar e agir presente no país desde a época de ocupação pelos europeus. Mostra-se assim, o movimento de resistência que ecoa dos grupos e movimentos sociais, sobretudo, pelo cenário político de opressão aos povos tradicionais que o país vive, como também em defesa do Sistema Único de Saúde democrático e universal de direito.


Palavras-chave


Práticas Complementares; Alternatividades; Saberes Tradicionais; Geografia da Saúde.

Texto completo: PDF